Ultraje.

19:44


Os verões sempre foram de certa forma consoladores à minha alma. Caminhei até a praia, seitei-me no que me parecia ser uma espécie de rocha, que talvez um dia estivera nas profundezas escondida em seu abrigo, mas que hoje não passava de um banco utilitário para turistas, como eu na época era. Olhei para o céu, gaivotas faziam piruetas. Naquele instante, no silêncio que apenas as praias trazem para nossas mentes, ouvi minha alma clamando novamente; eu tivera um filho, mas creio que por negligência o entreguei ao anjo da morte, os verões depois daquele morreram um a um, as rochas sem abrigos, sentiram-se mais aliviadas, e os espaços de uma praia deserta ainda mais condenados. O tempo nunca foi um aliado de nossa espécie, e acredito ser um ultraje ou uma vergonha à nossa consciência desafiar um inimigo tão poderoso. Sei que ainda terei muitos verões e invernos para morrerem e muitas rochas sem abrigos, talvez haja uma ou outra pessoa na praia, mas o que sei que não terei é a companhia, tirada de mim pelo tempo, negligência ou a morte. Não acredito em definições. 

Elcimar Reis. 

Você também pode gostar:

Comentários
5 Comentários

5 mil comentários

  1. Incrível, seus textos transmitem uma especie de paz, algo que me faz viajar, um tipo de sensação... Eu não sei como você faz isso, mas é incrível!

    :D

    http://nospodemossonhar.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Concordo com o Alex, sempre com paz sem limite, a gente deixa se levar com as suas palavras. Muito bom, viu =D

    Abraços,
    ||TERRA DE FAGULHAS

    ResponderExcluir
  3. Eu amo teus textos, fico imaginando tudo que tu escreve e quando deito as imagens repassam pela minha mente. Texto incrível!
    ✩ Bright Words [www] | Instagram [www]

    ResponderExcluir
  4. Que lindo! :3 Deu pra sentir a praia, a brisa, até a espécie de rocha.
    Não me canso de dizer que você deveria escrever um livro. Seria mágico! :3
    Saudade do Acesso Permitido! ^^
    Sel do Jovens Gordinhas

    ResponderExcluir
  5. Me diz quando é que você vai lançar o livro? Porque com a perfeição dos seus textos alguma editora já deve ter encontrado você! Maravilhoso esse texto, fora que passa uma sensação boa ♥
    República Crash

    ResponderExcluir

Já curtiu?

+ Lidas