Apreciada.

09:00

Imagem da artista Kylli Sparrek. 

Ela batia suas asas em direção ao nada, permitindo-se ser vista e apreciada, como qualquer outra canção destinada. Ela constitui-se de beleza e clareza quando tocada pela sutiliza, sem conhecer o não, abre-se para a eternidade abraçar. Sou como tal borboleta; lenta, calma e acessível a tantos outros olhares, que sutilmente batem a porta, e deixando-me sem escolhas apenas os deixo entrar. Selecioná-los? Não podemos selecionar aqueles que entram em nossas vidas, mas podemos decidir ou controlar os espaços que irão ocupar. Ela permite-se ser vista e amada, e não é obrigada a escolher entre seus amores; ela é feliz e livre, nós nunca somos, somos obrigados à sina de escolher. Mas este é e sempre será um sentimento que não cabe aos pensamentos e sim aos batimentos de um puro coração amador.

Elcimar Reis.

Você também pode gostar:

Comentários
2 Comentários

2 mil comentários

  1. Muito bom!

    http://jor-pontoevirgula.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Gostei bastante Elcimar *o* N sei se já citei isso mas vc escreve mt bem.. vc escreve contos aliás? :3 Tenho curiosidade... se escrever podia postar aki *o* Eu adoraria.. bjs :**

    http://amoresporficcao.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Já curtiu?

+ Lidas