O deus ofegante dos mortos.

09:00

Untitled

Clamei aos anjos que me permitissem a vida novamente, mas foi-me negado o direito de renascer das cinzas, assim perdi totalmente e incontestavelmente o título de fênix humana. Estava morto, e agora somente observava. Eram novas experiências e para mim a realidade era lúdica e irreal, como a morte viva. Não era mais julgado e condenado pelas leis humanas ou físicas, tudo era possível e eu o sabia bem. Quando criança pulava entre murinhos do parquinho perto de casa, entendendo-me como invencível e poderoso, mas hoje posso muito mais do que pular entre murinhos! Posso pular entre continentes e países, como um deus ofegante! Ouvindo os pensamentos e as palavras torpes de cada ser humano, todos se lamentando da vida quem estão levando ou de relacionamentos perdidos! Como se a vida na Terra se baseasse somente na existência e importância de cada um! Ah, humanos! Acordem! O mundo nunca foi de vocês e nunca será, a ideologia falsa de que são os donos das terras em que pisam é tão inútil para o desenvolvimento individual de cada um de vocês! Talvez consigam um bom emprego, uma vida calma e tranquila, as viagens que tanto queiram e todas as outras coisas soberbas que a vida lhes atribua, mas a verdade é que nunca conhecerão a verdadeira importância da vida de vocês! Esse conhecimento é dado apenas aos que questionam-se a resposta. 

Elcimar Reis. 

Você também pode gostar:

Comentários
2 Comentários

2 mil comentários

  1. O título, a imagem, o texto.... adoro visitar teu blog. Seus textos são incríveis. Parabeens
    Bjs :*

    cold-vanessa.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. Elcimar, que saudade de visitar seu blog e ler seus textos! Eles me fazem refletir bastante e eu adoro... Dificilmente conheceremos a verdadeira importância de nossas vidas se nos atentarmos somente a bens materiais e ao nosso consumismo. E observar é um ato ótimo para aprendermos cada vez mais. Enfim, adorei esse personagem e maneira que você conduziu a história.
    Beijos - Ó, tô em dúvida...

    ResponderExcluir

+ Lidas