Realeza.

18:00

*:・゚✧*:・゚✧*

[...] lhe olhei, de cima para baixo; e estavas tão majestoso, tão simples e culto; com um sorriso avassalador que beirava as casas de El; imaginei-me sem ti, e simplesmente falhei em tal; não havia mais volta. Criastes para mim um próprio mundo, com realezas e realidades; quem seria incapaz de amar alguém que lhe desse um mundo próprio!? A esperança me consome, meu coração arde em brasas, e tudo o que lembro é do que uma vez vi; meu mundo imperial. 

Elcimar Reis.

Você também pode gostar:

Comentários
1 Comentários

1 mil comentários

Já curtiu?

+ Lidas