Cativo-lhe.

22:25

'O Pequeno Príncipe' teve divulgada novas imagens - Cinema BH

Conhecer palavras e entender o que querem lhe dizer é ser dono de um mar de possibilidades interpretativas, que apenas lhe guiarão ao caminho certo. 

Certa vez, ao ler sobre um jovem viajante que nunca se desfazia de suas perguntas, percebi que o amor era o sentimento cujo qual mais se cabiam abstrações. Havia medo em mim; temor em nunca desfrutar ou entender o que deveras o principezinho quisera me dizer. "Só se ver bem com o coração, o essencial é invisível aos olhos." - ele dizia. Quisera eu, antes, tê-lo entendido. Uma vez, que hoje o compreendo com perfeição, ao perceber que só se consegue enxergar o que há no outro, quando aquilo também há em ti. 
És um gênio, principezinho! Como não havia o pensado antes? "Tu te tornas eternamente responsável por aquilo que cativas!" - afirmou! Não existem preponderações capazes de abalar a estrutura de tal frase dita. Se o cativei, é porque o amo, e jamais o deixarei, uma vez que por mim fora cativado! Ou ainda quando ressaltou: "O verdadeiro amor nunca se desgasta. Quanto mais se dá, mais se tem!". A felicidade me consome ao perceber que compreendo o amor, por mais complicado que o mesmo seja. Eu o cativei; teu sorriso por mim jamais será esquecido, afinal, foi cativado. E não importa quanto amor ainda eu seja capaz de lhe dar, jamais o faltará. Amor não acaba, ele existe e é fiel ao seu papel existencial.  

Elcimar Reis. 

Você também pode gostar:

Comentários
0 Comentários

0 mil comentários

+ Lidas