Descrito.

14:38


Tu és tão indescritível, que tentar seria um pecado, mas atrevo-me a pagá-lo. 
A graciosidade lhe molda as bases. Seus olhares se escondem, talvez com medo de encontrar no outro olhar algo não tão bom assim, mas teu coração sabe que isso jamais irá acontecer; deveras olha-me, e quando o meu vai de encontro ao teu, percebo que és verdadeiro e real. Tua ira és forte, capaz de balançar mares, mas tua paz consegue ser maior ainda! Creio que tenhas um coração invejoso, porque perdeu lugar nas minhas preferências, uma vez que enxerguei teu sorriso primeiro. Outra vez que só dele consigo me lembrar quando estou distante. Conto os segundos, de modo incansável, somente para saber quando o verei novamente; para criar novas lembranças, que me acalmarão no pesar da noite, assim como as que já tenho assim o fazem. 

Elcimar Reis.

Você também pode gostar:

Comentários
0 Comentários

0 mil comentários

+ Lidas