Fez-se flor.

16:43

 📷

Germinou-se, brotou-se, cresceu, mostrou tua cor, teu rosto, tuas expressões, fez-se flor. 
E era feliz aos simples olhares e às simples palavras, que recebia de quem a via, de quem a amava. 
Delicada, sensível, amável, carinhosa. Dona de si e do que acreditava. 
Acreditava na simplicidade, no ser feliz apenas ao acordar, e olhar o céu que a acompanhava. 
Ao receber palavras doces dos que a olhavam, admirando-a por ser quem era, e nada mais. 
Repleta de promessas e desejos, de um dia viver em liberdade, acompanhada. 
Mas a flor não era só amor. 
Era temor, em jamais encontrar o que sonhava. 
Mas sonhava, sonhava, e sonhava, imaginando-se anos luz à frente, mesmo que fática realidade a abraçasse, viúva, solitária. 
Fez-se puro amor, acompanhada, ao perceber que nada precisaria temer. 
Que o amor, para sempre, a faria viver. 

Elcimar Reis. 

Você também pode gostar:

Comentários
0 Comentários

0 mil comentários

Já curtiu?

+ Lidas