Expirado.

14:01

Imagem de water, hand, and grunge

Era como se minhas lágrimas não mais existissem, ou também os pensamentos, sonhos e desejos que uma dia tivera. Gelada, me abraçava, aconchegava-me em teus braços, e pela primeira vez me senti calmo. A leveza se descrevia em meu corpo e não mais o sentia, mas ainda estava ali. Conseguia ainda enxergar, e adorava o que estava vendo. Havia uma árvore com flores lilás acima de mim, e rostos, mas não os via muito bem, o que era estranho, pois conseguia ver as folhas caindo da árvore em seus tons marrons de Outono, mas os rostos que estavam perto... não os via. Foi então que tentei observá-los bem, e num instante tão obscuro quanto o acontecimento, lembrei-me de todas as pessoas de importância que passaram por minha vida. Lembrei do vovô, e dos diversos natais que não compartilhamos, pela ignorância que tive em apenas não ir. Lembrei de alguns amigos que não protegi das maldades do mundo, e lembrei também da minha mãe, cuja qual sempre julguei, mas no fundo amava. Inúmeras foram as pessoas cujas quais não disse "Eu te amo!", e este era o meu pequeno inferno, presente até o último instante e depois à toda eternidade; embora, opostamente, eu tivera dito à pessoas que não o mereciam, e tantas e tantas vezes. Quis, naquele instante, levantar-me, correr aos braços de qualquer rosto de que pudia me lembrar, mas não tive forças, e expirei ali, ao chão, deitado em minhas amarguras e solidões, questionando-me sobre os "Eu te amo" que deixei de dar, e observando a árvore se apagar. 

Elcimar Reis.

Você também pode gostar:

Comentários
9 Comentários

9 mil comentários

  1. Belíssimas e doloridas palavras! Porque, enfim, nos apagaremos todos.

    ResponderExcluir
  2. Esse texto foi nas profundezas do meu ser e me atingiu de uma forma tão agressiva... Infelizmente o Andy no texto não tem mais como falar para algumas pessoas da vida dela o quanto as ama (ainda mais pelo avô que faleceu), mas o da vida real pode. Não só você, mas cada um de nós pode deixar o orgulho ou a raiva de fora e expandir esse sentimento maravilhoso dentro de nós que é o amor.

    Beijo,
    paraisodemenina.blogspot.com

    ResponderExcluir
  3. Isso foi tão... genial, magnífico e verdadeiro.
    Achei tocante, de início pensei que seria algo mais "leve", mas quando eu continuei lendo, pude perceber o quanto profundas foram as suas palavras.
    Me identifiquei muito e mais uma vez, precisei reler. Pois foi muito bom!
    http://letrasfloresecores.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Que texto incrível, moço, mexeu muito comigo. Na verdade, estava pensando sobre isso ontem, e hoje leio um texto que me destrói um pouco mais, porém, me fez refletir um pouco mais.

    www.isxbelly.com

    ResponderExcluir
  5. Tem muita beleza na tristeza dessas palavras. Ótima reflexão.
    Beijos

    ResponderExcluir
  6. Você é PHODAAAAAAAAAA, e você sabe disso. Cara, você precisa lançar um livro, e já vou avisando, quero o meu autografado ahahh!
    Abraços!!!

    www.ricknegreiros.com.br

    ResponderExcluir
  7. Não sei qual era o contexto do texto, mas eu gostei. Foi bem simples, bem doloroso, bem vivo. Eu gostei muito, de verdade.
    Continue escrevendo!

    Beijos,
    Bi.

    - www.naogostodeunicornios.com

    ResponderExcluir
  8. Que texto maravilhoso!
    Muito bom para refletir...
    Com certeza quando amamos de verdade não devemos deixar de dizer isto a pessoa. <3

    Abraço,
    Rabisquei meu Horizonte

    ResponderExcluir
  9. Que tiro! Devia investir nisso e publicar um livro!

    Blog E Ai Galera!

    ResponderExcluir

+ Lidas