Mais um assassinato!

18:00

Imagem de gun, cigarette, and smoke

Vivo acorrentado
Neste mundo de livros, 
Manchetes e noticiários. 
Ansiando ler sobre sorte, 
Amor, poesia ou qualquer 
Outro bom recorte.
Mas como diria Brás: 
Só vejo Morte. 
E sem se restringir, 
A bendita ocupa os cabeçalhos 
Não só na sua forma literal. 
Mas no disfarce de todas:
Interna, externa, sem dor, 
Gritante, sem cortes, normal.
Uma camaleoa vivendo disfarces, afinal.
Até quando? (pergunto) 
Irá este mundo suportar 
Tanto defunto? 

Elcimar Reis. 

Você também pode gostar:

Comentários
3 Comentários

3 mil comentários

  1. você traz uma reflexão interior, Elcimar, que nos deixa sem fala - e sem fôlego.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que issso Mafê! ❤🙈. Obrigado pelo carinhoooo!

      Excluir
  2. Eu me lembro de um livro que li, cujo autor dizia que não conseguia ficar sem ler. Porque ler lhe era necessário quase como o oxigênio. Acho que era algum livro do Veríssimo (não sei pai ou filho), em que ele disse que em um dia entendiante em um hotel de beira de estrada, depois de ter terminado de ler o único livro que levara consigo, teve que ler a bula do remédio. Louco, né?
    Ou talvez não. Talvez loucos mesmo sejam os que consigam suportar uma vida sem a leitura. Nós somos até normais.

    Com carinho,
    Conto Paulistano.

    ResponderExcluir

Já curtiu?

+ Lidas