Que bom que foi do jeito que foi.

18:00

Imagem de art, girl, and galaxy

Já era noite. Deitei após o longo dia que tivera. Agarrei o edredom azul de bolinhas brancas, abraçando-o; e de tão confortável, senti que me abraçava de volta. E ficamos ali, deitados. O dia fora repleto de bons momentos, tênues como reflexos. Pulei de um lugar para o outro, de um sorriso à outro, e de "bons dias" direto para longas conversas. Que sintonia! Quantos sorrisos tivera, ou então quantos "estou bem" eu dissera? Para que no fim fosse somente eu, o edredom e o ventilador de teto. Não o culpo ou me arrependo. Da vida de todos faz parte, o lamento. Mas o fato que talvez devesse ser observado era tão somente a capacidade de mudar as perspectivas de lado. Joguei as lamentações, bem como a fina lágrima que caía para o outro lado do colchão; pois havia separado o resto do pequeno espaço para ninguém mais que a gratidão. Escolhi ser grato pelas lágrimas e até mesmo pela solidão. Quando que só as pude ter depois de ter conhecido a bendita Paixão. E de tão grato, eu dormi. Antes mesmo de terminar a história do que mais eu senti. [...] 

Elcimar Reis. 

Você também pode gostar:

Comentários
10 Comentários

10 mil comentários

  1. Olá, tudo bem? Amei o texto, foi vc que criou? Muito legal, gostei muito de conhecer seu blog. Suecesso a vc! bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oie Adenildes! ♥ Foi sim. hahahaha. Os textos daqui são autorais. Fico feliz que tenha gostado!

      Excluir
  2. Que lindo seu texto!
    Fico feliz que tenha encontrado gratidão no meio do sofrimento.
    A vida é isso mesmo, pequenos momentos de gratidão.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. "A vida é isso mesmo, pequenos momentos de gratidão". - sem dúvidas um dos melhores comentários. Eh isso mesmo Thais! 🙈❤. Obrigado pelo carinho!

      Excluir
  3. Seu texto é uma reflexão sobre a vida. Em tantos momentos estamos sempre acompanhados e demandamos sorrisos e cumprimentos mil, mas ao final de tudo, somos apenas nós e mesmo que pareça triste, a solidão nos traz ao encontro com o nosso próprio eu e devemos ser sempre gratos sempre. Devemos ser gratos a tudo! É nesse silêncio que descobrimos como a vida é maravilhosa! Muito bom o seu texto! Adorei o seu espaço!
    Gratidão sempre
    Deh Will
    gotasdevalor.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  4. Oe!
    Primeiro gostaria de dizer que amei a ilustração do post, eu sempre presto atenção quando o post é ilustrado.
    Gostei muito do texto. Queria ser mais assim de agradecer pelas coisas da vida mesmo com o sofrimento. Eu só tento me lembrar que pelo menos tenho coisas as quais me segurar, mesmo que estas sejam imateriais. Nem sempre tenho sucesso na tentativa, porque essa é a condição humana. E nesse caso, uso dos meus recursos pra chegar até o dia seguinte intacta fisicamente. Netflix ajuda.
    Beijos
    Se Esse Mundo Fosse Meu

    ResponderExcluir
  5. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  6. Adorei o texto, me imaginei nele a cada linha. Muito bem escrito
    http://b-uscandosonhos.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Ótimo texto. Sensível, aconchegante, doce e terno. O leitor se sente realmente abraçado pelas palavras lidas. Gratidão, sem dúvida é o que sentimos quando lemos textos verdadeiros assim. Beijocas! ♥

    Sorriso Jovem | SJ Oficial Fanpage

    ResponderExcluir
  8. Tem aqueles dias de bad que a gente se compara com os outros, para pra perceber todas as coisas ruins que acontecem na vida, mas esquecemos de rever todas as coisas boas e agradecer. Todo dia que eu saio de casa - mesmo que eu saiba que estarei reclamando por volta das 10 da manhã - eu agradeço. Afinal, é mais um dia, mais uma chance pra seguir um rumo diferente, ao menos num presente futuro.

    Com carinho,
    Conto Paulistano.

    ResponderExcluir

+ Lidas